Aqui, acolá.

A cada cinco minutos, a cada hora.

Sempre, alternadamente.

Por isso, por aquilo. 

Notando, sem perceber.

Bastando, faltando.

Pensando, aceitando.

O ciclo difere, diverge, muta-se, mas nunca alterna o nó, este é sempre o mesmo e, este, está sempre mais apertado.

This was posted 5 days ago. It has 0 notes.

Eu que achava que esse dia nunca chegaria…

This was posted 5 days ago. It has 0 notes.

Passa-se, arrasta-se, demora-se, vai-se! 

This was posted 2 months ago. It has 0 notes.

Mascarar já não é fácil, dói dentro e fora. 

Já não aceita-se pensar em coisas fictícias.

Quem diz conhecer, desconhece completamente.

Só quem tem esses demônios é que sabe nomeá-los !

This was posted 3 months ago. It has 0 notes.

"As sereias, porém, possuem uma arma ainda mais terrível do que seu canto: seu silêncio."

Franz Kafka

This was posted 5 months ago. It has 0 notes.

Reza a lenda que cada um de nós merece o melhor, mas, “melhor” é um conceito demasiadamente relativo, sendo assim para atribuições quantitativas e qualitativas, pessoais e sociais, internas e externas e todas as demais atribuições opostas.

Deve ser por isso que é tão difícil dizer o que é melhor para cada um de nós e, exatamente por isso, aceitar o que de fato for.

This was posted 5 months ago. It has 0 notes.

E é tamanho que até questionar-se é irrelevante! 

This was posted 5 months ago. It has 0 notes.

A complexidade do ser está tão intimamente ligada com os conflitos internos, que é mais fácil ser alguém no exterior, que no seu menor interior. 

This was posted 7 months ago. It has 0 notes.

De quê adianta encher de adjetivos, objetos, sensações e significado se tudo que leva é a transbordar e transbordar e transbordar…

This was posted 7 months ago. It has 0 notes.

Eu só queria um dia inteiro.

This was posted 7 months ago. It has 0 notes.